Banner
Máfia dos combustíveis denunciada pelo MP

OMinistério Público de Minas Gerais ofereceu denúncia contra 30 pessoas por crimes praticados no mercado de combustíveis. Entre os denunciados estão donos de postos, gerentes de distribuidoras de combustíveis, técnicos em manutenção de bombas, um químico e intermediários na venda de álcool.

Os denunciados são acusados de comercialização de combustível em desacordo com as normas, falsificação de laudos de qualidade, utilização de documentos falsos, adulteração de registros de vendas, abertura de empresa em nome de “laranjas” e receptação, entre outras contravenções. A denúncia tem como base investigações realizadas na 1ª fase da Operação Octopus, feita em junho de 2009. As investigações, que começaram em 2008, apontaram ainda um esquema de lavagem de dinheiro por meio de investimentos nas próprias revendas de combustível. O esquema está diretamente relacionado, também, à guerra de preços ao consumidor.

 
Destino político nas mãos do TRE

Será no próximo dia 27 o julgamento do Recurso Eleitoral N° 8.528, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG). Esse é o principal recurso do prefeito cassado em Ipatinga, Sebastião de Barros Quintão (PMDB), contra a sentença que no dia 19 de setembro passado, cassou o seu diploma e do vice, Altair Vilar (PSB), a 4ª sentença contra o segundo colocado na eleição de 2008.
O processo tem como relator o juiz Benjamin Rabello, e como revisora, a juíza Mariza de Melo Porto, que retornou à Corte Eleitoral depois de dois meses afastada.
Na sessão do dia 27 de outubro a Corte Eleitoral vai priorizar o julgamento do recurso principal, o que deixaria prejudicado (sem valor) o agravo de instrumento na Ação Cautelar 167, cujo julgamento está empatado de 3 a 3.
Se a maioria da Corte Eleitoral decidir suspender a cassação, Quintão e seu vice, Vilar, reassumem imediatamente os cargos de prefeito e vice. Mas, caso a decisão seja mantida, a defesa de Quintão terá que recorrer de novo ao Tribunal Superior Eleitoral.
Em Brasília, permanece sem decisão a Ação Cautelar 3334. No dia 25 de setembro o ministro Marcelo Ribeiro concedeu liminar em que permitiu a volta de Quintão, o que só não ocorreu por causa da quarta cassação.
A Procuradoria Geral da República contestou a liminar em agravo regimental apresentado dia 13 de outubro. O recurso ainda está em análise e sem previsão de receber parecer.

 
Usiminas usa 90% de sua capacidade

Usiminas prevê terminar 2009 com quase a totalidade de sua capacidade produtiva
AUsiminas aposta em consolidação da recuperação da economia nos próximos meses e espera terminar o ano com uso de até 90% de sua capacidade instalada de produção de aço. A indústria siderúrgica foi fortemente atingida pela crise global que se agravou em setembro do ano passado, após o colapso do banco de investimentos dos Estados Unidos, Lehman Brothers. Com o mundo em recessão, a demanda por aço se retraiu e usinas de muitos países cortaram produção.
Nos meses recentes, com a melhora das perspectivas da economia global, a procura por produtos siderúrgicos começou a aumentar e os preços vêm se recuperando. A Usiminas não informou a utilização atual em suas usinas. Em julho, a siderúrgica reativou dois altos-fornos em suas unidades industriais de Ipatinga e Cubatão.
“Com um cenário mais favorável, a companhia deverá alcançar entre 80 e 90 por cento de sua capacidade até o final de 2009, mantendo ainda um dos altos-fornos da usina de Ipatinga inoperante, até que se confirme o crescimento sustentável da demanda,” informou a companhia em relatório que acompanha o resultado do terceiro trimestre, divulgado na quinta-feira pela diretoria da empresa.

Lucro
A Usiminas teve lucro líquido de R$ 454 milhões de julho a setembro, queda de 23% na comparação com igual período de 2008, mas avanço em relação ao ganho de R$ 369 milhões apurado no segundo trimestre deste ano. Parte importante do lucro no terceiro trimestre veio na linha financeira, com resultado líquido positivo de R$ 243 milhões, com a valorização do real ajudando a dívida em moeda estrangeira.
Ao comentar o desempenho nos três meses até setembro, a diretoria da Usiminas destacou “o aumento do volume de produção de aço bruto foi de 93% e o volume de vendas cresceu 43%, quando comparados aos do segundo trimestre do ano passado, portanto, o momento mais crítico, os resultados econômicos da Usiminas começam a dar também sinais de recuperação. A geração de caixa do trimestre, medida pelo Ebitda, registrou expressivo aumento de 220%  em relação ao trimestre anterior, alcançando R$ 374 milhões,” salientou a Usiminas.
Os resultados foram anunciados com mais duas informações importantes: A siderúrgica mantém esforços para reduzir estoques e cortar custos e a implantação da nova usina de placas, em Santana do Paraíso, permanece suspensa, pelo menos até julho de 2010.
Aniversário
A empresa completa 47 anos nesta segunda-26

 
<< Início < Anterior 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 Próximo > Fim >>

Página 35 de 47

Publicidade

ot visao.jpg