Banner
Parque Linear é finalmente aprovado

 
Radares em funcionamento

 
TRE adia julgamento que pode reconduzir Quintão a PMI

 

Depois de conseguir suspender a eleição por meio de recurso no Tribunal Superior Eleitoral, o prefeito cassado Sebastião Quintão (PMDB) tenta voltar para a Prefeitura de Ipatinga a todo custo. A grande expectativa da semana era o julgamento do agravo regimental interposto pelo prefeito afastado Sebastião Quintão (PMDB) e seu vice Altair Vilar (PSB) na ação cautelar 167, que pretende suspender os efeitos da decisão da juíza da 131ª Zona Eleitoral de Ipatinga, Maria Aparecida de Oliveira Grossi, que cassou os diplomas deles. No julgamento de quinta-feira-1º, o juiz-relator, Benjamin Rabello, negou provimento ao agravo, mas a juíza Áurea Maria Brasil dos Santos Perez, pediu vistas. O julgamento foi adiado para dia 06. Se Quintão e Vilar conseguirem aprovação, eles retornarão à PMI até o julgamento do mérito.

As eleições extemporâneas de Ipatinga, antes marcadas para o próximo dia 18, foram suspensas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no último dia 25. A decisão foi feita com o deferimento de liminar em ação cautelar para suspender a eleição e outra cassação de mandato de Quintão e Vilar, que ocorreu em julho deste ano, no TRE-MG. Enquanto isso, os advogados de Robson Gomes (PPS) em Brasília, com um Agravo Regimental na Ação Cautelar nº 3334, para manter a cassação de Quintão.

 

 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Próximo > Fim >>

Página 29 de 39

Publicidade

vip m s.jpg